Miguel Cardoso [compacto]

Os poemas escolhidos atravessam vários dos meus livros, onde muitos deles integravam sequências mais longas, a que foram arrancados. Ao dar-lhes esta nova morada precária, procurei fios ou ecos que formassem uma nova sequência, tendo como mote a ideia de travessia: como abrir caminho – no espaço, mas, mais ainda, no tempo? Entre outras coisas, estes poemas tratam do que o ontem nos deixou, da engrenagem das horas, do emprego dos dias, de avanços e recuos, de regressos e reveses, de parêntesis e promessas, da incerta antecipação de amanhãs. Os versos encadeiam-se e, ao mesmo tempo, hesitam, engasgam-se, saltam como agulha num disco descontínuo. Não é, portanto, apenas um encadeamento de poemas, mas uma sequência de poemas sobre o próprio processo de encadear, que vejo como um dos problemas centrais da poesia. Mesmo se o poema se esquece disso, a sua passagem à voz recorda-o: vê-se forçada a atravessar um terreno acidentado, a negociar a difícil passagem de um verso para o seguinte. Como os poemas, os dias.

 

Miguel Cardoso

Em qual playlist quer adicionar esta peça?

Tem a certeza que pretende eliminar a lista ?

Necessita de estar registado para adicionar favoritos

Login Criar conta
Partilhar

A Caixa é uma peça sonora que fala dos gestos íntimos do quotidiano que atravessam a cortina do tempo e se perpetuam na memória emocional daqueles que nos sobrevivem”. (Sofia Saldanha)

 

A Caixa é já um clássico de bolso dos últimos anos e não podia faltar à nossa eclética coleção de OPNIs. Este documentário de curta duração é a única peça de uma autora de língua portuguesa premiada pelo Prix Marulić, nos 25 anos de vida deste prestigiado festival internacional de rádio que todos os anos acontece na Dalmácia, em Hvar – ilha que há cem anos era publicitada como “A Madeira jugoslava”.

 

Prémio Prata na categoria Short Forms do Prix Marulić – International Radio Festival 2021 (Croácia)

 

Nomeada para Melhor Documentário no PRIX EUROPA – Festival Europeu de Media 2019 (Alemanha)

 

Nomeada para os Prémios ‘Create’ e ‘Create GanBéarla’ no HearSay International Audio Arts Festival 2019 (Irlanda)

 

Realização e Narração
Sofia Saldanha
Masterização
Nuno Morão

Peças relacionadas