Há postos para a poesia?

Rudimentos vocais

Aspirações orais

Há dias sonoros

Inquietações hertzianas

Ortografias abertas

Poesias ampliadas

Ondas magnéticas

Escavadas na garganta

Sintonias do tempo

In ti mi da de

Arte Memória Política Opinião

Fruição

Meditação

 

E tudo a postos para escutarmos os espíritos?

Amantes da poesia, camaradas ouvintes, coreógrafas da língua, encenadoras dos lábios

Prontas para afinarmos os espíritos?

Artesãs de palavras, operárias do texto, juristas das frases feitas e cuidadoras de ideias

Tudo a postos para sermos poesia?

Há postos para a poesia?

 

 

 

 

Raquel Lima

Em qual playlist quer adicionar esta peça?

Tem a certeza que pretende eliminar a lista ?

Necessita de estar registado para adicionar favoritos

Login Criar conta
Partilhar

Na alvorada da era do GPS, o poeta e criador radiofónico Pejk Malinovski não resistiu ao apelo de um nome inscrito no mapa do faroeste americano: “Poesia”.

 

A uma hora de distância de Dallas, o microfone vagabundeia, hipnotizando-nos na busca da (não) poesia de Poesia – uma vila atravessada por uma estrada, em pleno Texas: uma bomba de gasolina aqui, uma escola ali, uma igreja acolá; talvez um cowboy naquela esquina.

Num ensaio sobre Poetry Texas para a RadioDoc Review, Kyla Brettle delicia-se com a errância literária de Malinovski pela poesia mais literal de todas. “O que é a Poesia?”. As várias camadas de vozes e sentidos desta diletante deambulação merecem, para Brettle, a legenda de “poesia radiogénica”.

 

Menção honrosa do júri do Prix Europa 2012.

data de publicação
13.02.2022
autoria & produção
Pejk Malinovski
produção
The Falling Tree para BBC
Radio 4
primeira emissão
14.05.2012
BBC Radio 4
primeira emissão em língua portuguesa
13.02.2022
poesia.fm
tradução do guião para língua portuguesa
Miguel Cardoso
adaptação e edição para legendagem
André Demony
André Cunha
legendagem
Il Sorpasso