Há postos para a poesia?

Rudimentos vocais

Aspirações orais

Há dias sonoros

Inquietações hertzianas

Ortografias abertas

Poesias ampliadas

Ondas magnéticas

Escavadas na garganta

Sintonias do tempo

In ti mi da de

Arte Memória Política Opinião

Fruição

Meditação

 

E tudo a postos para escutarmos os espíritos?

Amantes da poesia, camaradas ouvintes, coreógrafas da língua, encenadoras dos lábios

Prontas para afinarmos os espíritos?

Artesãs de palavras, operárias do texto, juristas das frases feitas e cuidadoras de ideias

Tudo a postos para sermos poesia?

Há postos para a poesia?

 

 

 

 

Raquel Lima

Em qual playlist quer adicionar esta peça?

Tem a certeza que pretende eliminar a lista ?

Necessita de estar registado para adicionar favoritos

Login Criar conta

[escrever o tempo escrever]

Partilhar

escrever o tempo escrever tudo que aparece na sua frente a sina dos deuses a bomba relógio prestes a explodir explosão de nervos cujos ancestrais tiveram de marcar no relógio dos dias a insignificância das pedras pedra por pedra a pedreira imóvel feito ouriço e quanto mais justo menos inquieto o termômetro aponta febre e é na febre do rato que se faz desnecessário criar planilhas textos e funções para contabilizar a feira os lençóis úmidos se não de choro de suor não importa escrever o tempo é mais importante agora e sem personagens o tempo vigora insosso a rua passa a ser tijolo paralelepidos empilhados em rodas gigantes esvoaçando pensamentos oblíquos não espere meu amor a ribanceira tremer é com ela que se faz o tempo relógio das bombas superávit primário navegando nas pedras do ser e vou vivendo como nos outros tempos sem olhar pra frente sem diluir o açúcar no prato de barro porcelana vidro seco enferrujado sem glúten lactose giz cera poeira gira vela cabaça escrever o tempo escrever tudo que aparece na sua frente sem diluir o açúcar no prato de barro porcelana vidro seco enferrujado sem glúten lactose giz cera poeira gira vela cabaça

 

gravação
Richard Plácido
masterização
Sérgio Milhano, PontoZurca