Há postos para a poesia?

Rudimentos vocais

Aspirações orais

Há dias sonoros

Inquietações hertzianas

Ortografias abertas

Poesias ampliadas

Ondas magnéticas

Escavadas na garganta

Sintonias do tempo

In ti mi da de

Arte Memória Política Opinião

Fruição

Meditação

 

E tudo a postos para escutarmos os espíritos?

Amantes da poesia, camaradas ouvintes, coreógrafas da língua, encenadoras dos lábios

Prontas para afinarmos os espíritos?

Artesãs de palavras, operárias do texto, juristas das frases feitas e cuidadoras de ideias

Tudo a postos para sermos poesia?

Há postos para a poesia?

 

 

 

 

Raquel Lima

Em qual playlist quer adicionar esta peça?

Tem a certeza que pretende eliminar a lista ?

Necessita de estar registado para adicionar favoritos

Login Criar conta

Pasolini: a vida tão ferozmente

Partilhar

Nasceu há cem anos, a 5 de Março de 1922, o criador que vivia nas coisas e inventava o melhor que podia um modo de lhes dar nomes, como ele mesmo se definiu. “O incancelável Pasolini” – assim lhe chama o Corriere della Sera neste centenário – foi poeta, cineasta, escritor, crítico literário e “artista de todas as artes”, incluindo da telefonia sem fios, quando ainda na década de 50, antes de escrever diálogos para Fellini ou de assinar o seu primeiro filme, realizou um documentário radiofónico a bordo dos comboios que atravessavam a Friuli da sua juventude. Havia sido precisamente em língua friulana que ele publicara alguns dos seus primeiros versos.

 

Provocador, voz alta e livre, impossível de encaixar no frame da sociedade que o rodeava, o “escritor corsário” viveu e morreu pelas suas ideias. Nas noites da rádio de 1980, cinco anos depois de Pier Paolo Pasolini ter sido assassinado em Ostia, o Café Concerto da Rádio Comercial dedicava-lhe o “feature” que agora voltamos a escutar, usando o pertinente estrangeirismo com que Aníbal Cabrita descreve o programa. Gentilmente cedido pelo arquivo público, via Antena 2, à qual agradecemos. Um abraço especial ao Aníbal Cabrita, mestre de tanta FM.

 

data de publicação
05.03.2022
agradecimentos
Antena 2

Peças relacionadas