Vanessa, pintora de azulejos de papel

Há quem pinte com palavras e veja o mundo em fractais azulados. Vanessa da Paz veio de Florianopolis, a ilha mágica do Estado de Santa Catarina, no Brasil. Chegou ao Coletivo Bandido, em Oeiras, seguindo o fio do acaso. A contemplação, as cores garridas e a deambulação ocupam os seus dias. À noite, no atelier oeirense, fixa em azulejos de papel cenas vividas entre Alfama, o Chiado, as praias em torno e por onde a leve a arte.

Em qual playlist quer adicionar esta peça?

Tem a certeza que pretende eliminar a lista ?

Necessita de estar registado para adicionar favoritos

Login Criar conta
Partilhar

Eunice Muñoz, 1928-2022.

Neste excerto de arquivo de 1984, do programa Nau Catrineta, a infinita actriz partilha – com alguma timidez, diz ela – um estúdio de rádio com Mário Viegas, Joaquim Pessoa e o anfitrião António Cardoso Pinto. Mário Viegas pede sentido às palavras. Eunice dá-lhes sentimento. A defesa da poesia, “fundamental na existência de qualquer um de nós”, porque “a poesia é para comer”.

 

ARQUIVO
RTP
EMISSÃO ORIGINAL
08.07.1984
Antena 1
LOCUÇÃO E REALIZAÇÃO
António Cardoso Pinto
JORNALISTAS
Helena Vieira
Fernando António
SONORIZAÇÃO
José Manuel Gouveia
ASSISTÊNCIA TÉCNICA
Jorge Daniel
Tomé Duarte
Alves Dias
AGRADECIMENTOS
Antena 2