Há postos para a poesia?

Rudimentos vocais

Aspirações orais

Há dias sonoros

Inquietações hertzianas

Ortografias abertas

Poesias ampliadas

Ondas magnéticas

Escavadas na garganta

Sintonias do tempo

In ti mi da de

Arte Memória Política Opinião

Fruição

Meditação

 

E tudo a postos para escutarmos os espíritos?

Amantes da poesia, camaradas ouvintes, coreógrafas da língua, encenadoras dos lábios

Prontas para afinarmos os espíritos?

Artesãs de palavras, operárias do texto, juristas das frases feitas e cuidadoras de ideias

Tudo a postos para sermos poesia?

Há postos para a poesia?

 

 

 

 

Raquel Lima

Em qual playlist quer adicionar esta peça?

Tem a certeza que pretende eliminar a lista ?

Necessita de estar registado para adicionar favoritos

Login Criar conta

Daniel Jonas [compacto]

Partilhar

O septeto escolhido prende-se com duas razões decisivas: a sua audibilidade e a sua pertença a um contexto específico e unificado, o meu mais recente livro “Cães de Chuva”. Na verdade, procuro sempre dar uma mostra do meu trabalho mais actualizado, de facto tendo mesmo a escolher trabalhos inéditos, talvez em virtude de um certo afã por uma dimensão de modernidade, como se a mais modernidade correspondesse mais autenticidade estética e pessoal. O facto é que o critério principal continuou a ser o primeiro: crer que a sua audibilidade corresponde à sua legibilidade e, nesse sentido, proporcionar ao ouvinte uma mais imediata apreensão daquilo que interpreta ouvindo, não obstante o forte pendor visual que, creio, o conjunto encerra.

 

DJ

data de publicação
18.04.2022
GRAVAÇÃO E EDIÇÃO ÁUDIO
Oriana Alves
MASTERIZAÇÃO
Sérgio Milhano, PontoZurca