reservar espaço para a sombra

reservar espaço para a sombra

criar aos cacos uma

geografia quase inacessível

se reservar o direito

ao recolhimento

produzir cavidade

no interior da

palavra para

que nela também

resida

o que não se diz

em frente ao inimigo

entregar o discurso

inacabado
ocupar o fundo

de um espaço onde

a ordem que rege

não anseia testar os

limites do exotismo

de uma bicha-que-fala

de uma bicha-que-pensa

apesar de tudo

fabricar o corpo

onde não te alcancem

os olhos da máquina

de morte

ter tempo para se formular

quando não se está

destinado a ser

una cosa muy rara e só

se permitir uma narrativa

destroçada destinada a

ser falha e ruína

avolumando

falha e ruína

habitar o mistério

quando a ti ele é

negado

– especialmente aí

ser o mistério

 

 

 

De AMÉRICA (URUTAU, 2020)

Em qual playlist quer adicionar esta peça?

Tem a certeza que pretende eliminar a lista ?

Necessita de estar registado para adicionar favoritos

Login Criar conta

Beduíno dealbar da fala

Partilhar

“Eco ânima” e “O leito de iniji” são duas canções do Livro da Luz, gravadas durante um encontro com Ibra Galissa, músico de Kora. O poema: sua música, seu músico, sua interpretação, seu escritor-dizedor. Suas intermináveis versões, coradas e misturadas de cor, improvisadas ao vivo durante o nosso primeiro encontro.

Iniji é uma canção de cisne feita na hora extrema. Contámo-nos (ao narrar) com o furor narrante das contadoras de histórias. A sua e a minha, mães. Cantámo-nos ao cantar — Griot Ibra Galissa — artesão oral, oriundo Mandinga, beduíno dealbar da fala do encontro. Depois da morte deste querido músico amigo, qualquer parágrafo sob e sobre o Livro da Luz lhe declara amor.

 

 

António Poppe

 

 

O Livro da Luz foi publicado em 2012 pela Documenta.

texto e voz
António Poppe
Kora
Ibra Galissa
masterização
PontoZurca
agradecimentos
Documenta