reservar espaço para a sombra

reservar espaço para a sombra

criar aos cacos uma

geografia quase inacessível

se reservar o direito

ao recolhimento

produzir cavidade

no interior da

palavra para

que nela também

resida

o que não se diz

em frente ao inimigo

entregar o discurso

inacabado
ocupar o fundo

de um espaço onde

a ordem que rege

não anseia testar os

limites do exotismo

de uma bicha-que-fala

de uma bicha-que-pensa

apesar de tudo

fabricar o corpo

onde não te alcancem

os olhos da máquina

de morte

ter tempo para se formular

quando não se está

destinado a ser

una cosa muy rara e só

se permitir uma narrativa

destroçada destinada a

ser falha e ruína

avolumando

falha e ruína

habitar o mistério

quando a ti ele é

negado

– especialmente aí

ser o mistério

 

 

 

De AMÉRICA (URUTAU, 2020)

Em qual playlist quer adicionar esta peça?

Tem a certeza que pretende eliminar a lista ?

Necessita de estar registado para adicionar favoritos

Login Criar conta

[Às crianças gémeas de um livro]

Partilhar

Às crianças gémeas de um livro,

 

Meu deus livra-nos dos dias estúpidos

e enquanto não livres

deles me vingo e crio

um trilho de larva que lavra

o papel com a mecânica

quântica da maçã

sobre a qual se desfaz a escritura

onde me desvinculo do paraíso

e entro pela boca da noite

fosse ela uma loba

ou os lobos do teu cérebro

nele me alojo entre as tetas

por dentro da seiva

que alimentarão dois irmãos

não os já conhecidos

mas aqueles que colherão as palavras

da árvore dos sonhos

e delas provarão sem medo

distribuindo-as aos outros animais

com a tremura inicial

de quem se olha atravessando

os músculos e os tendões da alegria

nesta fábula serão eles que falam

as dores d’alma sentidas nos dentes

e a poesia com a paixão da descrença

e a fúria da contradição

será o crime dos dias

selado a diversos fluídos

que correrão por entre pedras parideiras.

 

Quem disse que as pedras não têm feridos?

 

 

 

 

Inédito

GRAVAÇÃO E EDIÇÃO ÁUDIO
Oriana Alves
masterização
Pedro Baptista, PontoZurca